domingo, maio 09, 2010

TGV: Adiar o inadiável...

Mais uma vez se decide, apenas por puras questões políticas, retardar os grandes investimentos estruturantes. Os portugueses disseram nas urnas que concordavam com os projectos e que deviam ser feitos. Curiosamente a oposição (Passos Coelho e toda a esquerda) concordavam. Passos Coelho assim que foi eleito mudou o disco. É o que podemos esperar dele se algum dia for primeiro ministro. Um dia diz uma coisa, noutro dia já diz outra!
Mas quem perde nisto tudo somos nós portugueses. Más acessibilidades, fraco desenvolvimento! Como sempre os "Velhos do Restelo" continuam a prejudicar o crescimento e desenvolvimento do País com as suas visões retrógradas.

Sem comentários: