Avançar para o conteúdo principal
Uma boa noticia para o Alentejo
 
Uma nova unidade de transformação, comercialização e exportação de pescado congelado abriu na passada sexta-feira portas na vila alentejana de Arraiolos, com a criação de vinte postos de trabalho. A empresa, denominada Al. Freeze e constituída através de uma pareceria luso-francesa, prevê a expansão até aos 80 postos de trabalho.

Numa altura em que o Alentejo é a região com a maior taxa de desemprego no País (10 por cento), Luís Paiva reconhece que esta unidade "surgiu em boa altura". Segundo o sócio-gerente, a escolha em Arraiolos teve origem no apoio do executivo municipal e na localização da vila. "Estamos no eixo Lisboa-Madrid e próximo de Setúbal. Temos garantias de crescimento e projectos para transformar o pescado de águas interiores", referiu.
1,5 milhões de euros foi o total do investimento na unidade entre os parceiros Luís Paiva de Andrade e a Sociedade Kruz SeaFood S.A.

Fonte: correiodamanha.pt (04-03-2009)

--
Com os melhores cumprimentos,

Gabriel Galvoeira

Comentários

Mensagens populares deste blogue

As Organizações Modernas na sociedade actual

Num Mundo cada vez mais globalizado, é com naturalidade que encaramos a mudança como algo de inevitável. Mudança em todo o sentido da palavra. É uma palavra que fará sempre parte das nossas vidas. Como seres humanos, temos de nos adaptar a novos tempos, novas descobertas, à evolução do conhecimento, pois é o conhecimento que nos faz crescer, que nos molda. Tem de haver grande disponibilidade para o conhecimento, para descobrir novas áreas, novos saberes, para evoluirmos e não ficarmos limitados ao conhecimento que já dominamos. Essa adaptação é fundamental para encararmos o processo de mudança como algo que acontece com naturalidade. Como na vida, existe também mudanças nas organizações. Todas as organizações numa determinada fase da sua existência sentem necessidade de mudar. E mudar porquê? Porque a sociedade evolui e por isso o ambiente envolvente às organizações também muda. Logo, a realidade que existe hoje já não existe amanhã e daí a necessidade de se adaptar a organização de f…

Évora - Casa Branca; Finalmente abriu!

Foi com agrado que assisti ao anúncio da abertura da linha de Évora no troço Évora - Casa Branca, para dia 05 de Novembro de 2006. Este troço, com cerca de 26km, já permite que se demore menos 12 minutos na ligação entre estas duas povoações. Assim, desde dia 05 é possível ir até Lisboa (Sete Rios, Entrecampos e Oriente) de combóio, atravessando a ponte 25 de Abril e demorando apenas 1h55m, sensívelmente o mesmo tempo que o percurso de automóvel sem ir por auto-estrada.
Finalmente Évora entrou no mundo dos combóios actuais, modernos e rápidos, sendo uma mais valia para o turismo eborense mas também para o país, permitindo um maior desenvolvimento de uma região interior, que se depara com cenários de desertificação gradual à sua volta, sendo mais um factor de fixação das populações.
Esta linha insere-se num projecto mais vasto, a ligação de Sines a Badajoz, ligando o porto de Sines a Espanha, para que haja um maior potenciamento das capacidades do porto de Sines e a actracção de novos na…